"O que importa a surdez dos ouvidos quando a mente escuta? A única surdez verdadeira, a surdez incurável, é a surdez da mente". - Victor Hugo

sábado, 8 de novembro de 2008

Imprensa mundial não esconde entusiasmo com Obama


O jornal britânico The Guardian declarou em seu site: "Obama é a esperança dos EUA, e a nossa também". A página do Liberatión, da França, fala em "revolução Obama". No espanhol El Mundo, o entendimento é que "Obama mudou a cor da História".


O El Mundo diz ainda que "O sonho de Martin Luther King se cumpriu, e o sonho americano também". A revista britânica Economist chama o triunfo de Obama de "Vitória histórica". O francês Le Monde exclama: "A mudança chegou!".


Nos EUA, o site do New York Times destaca que "a barreira racial caiu em uma eleição na qual os eleitores compareceram em massa". O Washington Post pisa no freio, dizendo que, "depois de uma vitória de importância histórica, Barack Obama vai herdar problemas de proporções históricas".
Em sua edição impressa, o jornal Chicago Sun-Times foi lacônico em sua manchete: "Sr. Presidente".

Obama é o primeiro presidente negro do país

O senador democrata Barack Obama venceu as eleições presidenciais nesta terça-feira, se tornando o primeiro negro a ser eleito presidente dos Estados Unidos.
A partir de 20 de janeiro de 2009, quando será empossado, Obama e seu vice, o senador Joe Biden, enfrentarão enormes desafios, como a crise econômica, a guerra do Iraque e a reforma do sistema público de saúde.
A vitória de Barack Hussein Obama, de 47 anos, é um marco na história dos EUA, 45 anos após o auge do movimento dos direitos civis liderado pelo pastor Martin Luther King.
"O caminho pela frente será longo. Nossa escalada será árdua. Podemos não chegar lá em um ano ou em um mandato, mas, América, nunca estive tão esperançoso do que nesta noite de que chegaremos lá", disse Obama.
Em nossa opinião McCain teria sido melhor para o Brasil. Isso por uma razão muito simples: ele é firmemente a favor do livre comércio, o que seria muito bom para nós. Por outro lado, devemos esperar que Obama levante a auto-estima dos americanos e que melhore a imagem do país, tão piorada em todo mundo durante os oito anos de governo Bush. Isso será bom para todos.

Fonte: Opinião e noticias

2 comentários:

Homenzinho de Barba Mal feita disse...

Esperemos que o novo messias faça "milagres". Mas não podemosesquecer que ele é americano e, não vai abrir mão dos interessas dos EUA, para ajudar os mais carentes.
Mas espero que nesse mandato ele possa mudar alguma coisa.


http://hdebarbamalfeita.blogspot.com/

humor lecal disse...

Opa amigo tranquilo ?

vi seu comentário no meu blog

topo fazer parceria sim

entre link, certo?

vou add o seu link lá

faça o mesmo ;)