"O que importa a surdez dos ouvidos quando a mente escuta? A única surdez verdadeira, a surdez incurável, é a surdez da mente". - Victor Hugo

domingo, 29 de agosto de 2010

Marcos Soares -VELAS AO VENTO - CLIP ARACAJU - SERGIPE

Encontrei esse magnífico video de meu Amigo Cantor Talentoso Marcos Soares (Mardecores) e faço questão de partilhar com meus amigos leitores.

sábado, 28 de agosto de 2010

Laranjeirense apela a Emerson Maciel


Recebi a um bom tempo um e-mail seguido de um poema . Encaminhado pelo Senhor Carlos Alberto Alves,  se identificando como laranjeirense leitor assiduo das colunas de Emerson Maciel. Pediu-me uma oportunidade para publicar seus trabalhos no Jornal O Liberal. Segue o apelo em forma de poema:

Diálogo
(Para o jovem poeta Emerson Maciel)

Mancebo virtuoso
Sério e inteligente
É preciso haver
Um diálogo entre a gente 
Varão valoroso
Da terra dos canaviais
Siga em frente
Ao contrário não temais

Revestido de dons
Dádiva ou talento
Entre nós precisa haver
Um bom conhecimento

Considero-me um poeta
Em um mundo isolado
Com a esperança deste trabalho
Um dia ser publicado.

Vinicius recitando Soneto de Fidelidade

Um amigo escreveu-me, pedindo que postasse um video de Vinicius de Moraes recitando poesia, "Qualquer um", escreveu ele. Acredito até que foi um desafio, mas como amo desafios, venci mais um, está aí, um video histórico, Vinicius Recitando "Soneto de Fidelidade" Acompanhado por Jobim no piano. Bom som para vocês.

Homenagem acróstica-biográfica

Fazendo uma "limpeza" em meu computador, encontrei uma Pasta intitulada de Dedicatória. Nela contém vários poemas dedicados a mim. Ano passado por ocasião de meu aniversário, minha amiga Escritora mineira Sílvia Araújo Motta, escreveu um acróstico em minha homenagem, e faço questão de reproduzí-lo aqui, pela relevância do conteúdo:


EMERSON MACIEL SANTOS - POETA

Homenagem acróstica-biográfica nº 2645
Por Sílvia Araújo Motta

E-Emerson Maciel Santos faz aniversário,
M-Mês de dezembro,com brinde dia seis...
E-Escritor nascido em Laranjeiras/SE;
R-Recantista,Humanista,Articulista,Poeta,
S-Sua vida honrosa merece os parabéns;
O-O conhecimento tem valor extraordinário
N-Na Teologia da Libertação,em Sergipe...
 -
M-Mudanças Climáticas estão sem solução?
A-A “Educação Ambiental” é fundamental!
C-“Callossum” deveria ter dedicação ao mundo...
I-“Inspiração” é uma declaração de Amor real!
E-Em “Saudade” tem dor que sangra dentro!
L-Lutar pela busca constante é saber viver!
-     
S-Suas premiações poéticas marcam
A-A participação como Vencedor: 1º lugar
N-No Concurso da FAESCL,em 2006;
T-Tem poemas que seus gritos clamam
O-O mundo mais amoroso,em verdade,
S-Sem injustiças sociais,pela igualdade.
-
P-Poeta Del Mundo, Cônsul em Laranjeiras,
O-O Fundador do Clube Literário/Laranjeiras,
E-Embaixador Universal da Paz/Genebre/Suisse;
T-Também pertence à IWA/sede em Ohio/USA;
A-Atual Colunista Cultural do Jornal O Liberal.

  -     PARABÉNS PELA SUA VIDA!      -
      Belo Horizonte, 6  de dezembro de 2009.

O mal do homem é a solidão


Quando meus amigos perguntam-me quem seria minha alma gêmea, com um pouco de cadência, eu respondo, Clarice Lispector.  E todos caem na gargalhada.
Hoje, 27 de agosto, ao chegar da faculdade. Fiquei a pensar. Isolado em meu quarto, me veio à mente a frase do Renato Russo, “... O mal do mundo é a solidão”. Devo concordar com tal frase e ainda parafraseá-la, “O mal do homem é a solidão”.
Ao ser humano é atribuída a árdua batalha de encontrar uma pessoa, ou melhor, a pessoa. Não sei, mas estou perdendo as esperanças em tal sentido. Se essa lógica fosse seguida, não precisaríamos criar o dia dos Solteiros. Não comemorei esse dia, mas se fosse o dia dos solitários estaria no movimento, em vigília.
Muitas pessoas passam por nossas vidas, algumas ficam outras vão. Daquelas, sempre uma nos chama a atenção. “Ah! O amor de minha vida!”. Quiçá, grande engano. Na medida em que o tempo vai passando, percebe-se que nem sempre a primeira impressão é a que fica. Se assim fosse... Se assim fosse.
Durante meu percurso, isto é, da faculdade até em casa, visualizei vários acontecimentos envolvendo relacionamentos. Não entrarei em detalhes, perderia muito tempo, fugindo do assunto. Um fato merece destaque. Parei o carro em uma praça bem movimentada, isto por volta das 22h30m, e fiquei ali analisando os jovens casais. Romântico como sempre fui, sempre gostei de levar a musa dileta a uma praça, sentar, papear, recitar poesia, etc. Sou do tempo do neo-romantismo (Leia-se: Vinicius de Moraes). Mas, hoje parece que a “coisa” mudou, o que se percebe é falta de amor e a necessidade de alguém para apagar a solidão. Hoje em dia o motivo de querer alguém é para não ser mais um solitário, ou ainda, para não ficar só. O que me impressiona é que muitos são felizes assim, uma felicidade patética, mas conseguem enganar ao próprio coração (felicidade de papel).
O tempo estar voltando, estamos no “Arcadismo”. O Romantismo que atingiu o Brasil em meados da século XIX, foi pelo ralo. Sim pelo ralo. E os arcaicos comemoram a situação. E os românticos, sempre aguardando...
No meu caso, hoje tomei uma decisão, vou ficar só por mais um bom tempo. No final das contas, de que adianta servir ao outro, enquanto o outro não aprendeu a ser mordomo em um relacionamento. Cansei da falta de altruísmo desta Nova Era (Leia-se: Neo-arcadismo). As pessoas desta Era querem trabalhar pelo próprio relógio, deixando o sentimento do outro em terceiro plano. Isto é correto? Lógico que não.

Não serei mais o último romântico, serei o ultimo solitário no mundo arcaico. A mulher de minha vida??? Pode ser Clarice Lispector? Não? Ahhhh... Então fica para a próxima edição.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Roberto Leal dedica Acróstico a Emerson Maciel

Poeta Roberto Leal de São Paulo, dedica Acróstico ao amigo Escritor Emerson Maciel, leia agora:

Deus Esteja Contigo Para Sempre! (Em Dedicatória Á Emerson Maciel)

Estas são as minhas palavras singelas
Mas que Tu nasceste para esta Missão.
E proclamaste o que é o Amor Real
Reconhecendo o seu jeito de demonstrar a Dedicação.
Sou o Teu Amigo Pensador e Humilde
O que compartilhará a Alegria Verdadeira
Neste dia que conquistará a Vitória Primeira.

Mas siga o Destino certo
Alcançando um Sonho maior.
Com sua coragem e determinação
Importante é seguir um Caminho melhor.
E quero dizer-te com as letras
Lembrando que Deus Esteja Contigo Para Sempre!

De:Roberto Leal
Para:Emerson Maciel

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Emerson recebe Senador ALmeida Lima

No último sábado, dia 21 de agosto, o candidato a deputado federal, e hoje Senador, Almeida Lima, visitou a cidade histórica de Laranjeiras, onde foi calorosamente recebido pelo jovem político promissor da cidade Emerson Maciel.

O encontro foi bem proveitoso e entre as pautas discutidas, Almeida Lima destacou os investimentos que fez naquele município, enquanto senador da República, a exemplo dos R$ 5 milhões liberados para obras de contenção do Rio Cotinguiba, e demais recursos destinados à pavimentação de ruas e construção de escolas.

Almeida aproveitou a oportunidade e pediu o apoio de Emerson Maciel para sua eleição, Maciel acatou. Ambos prometeram para os presentes a reunião à formação de um novo grupo político em Laranjeiras para disputar a prefeitura municipal em 2012.

sábado, 14 de agosto de 2010

Saudades do Poeta Luiz Lyrio


Amanhã, 15, fará 8 (oito) dias de nostalgia literária para mim e para tantos amantes da arte por esse Brasil afora. Perdemos Luiz Lyrio. O Lyrio da paz, como o chamava nossa amiga Luciana Tannus.

Um poeta construtor, pois através de sua segunda paixão, a história, ajudou a construir sonhos de milhares de alunos. Meu coração cheio de remoço chora por dois motivos. O primeiro por ter perdido um amigo-poeta, segundo, por ele ter ido embora sem termos nos desculpados um com outro. Explico adiante...

No dia 12 de novembro de 2009, meu companheiro fiel Poeta Carlos Conrado, me convidou para ir a Salvador para participar do Projeto Fala Escritor. Aceitei sem ao menos perguntar quem nos acompanharia. Ele foi curto, dizendo que tinha um amigo para me apresentar durante a viagem que aconteceria no dia 14 do mesmo mês e ano. Esse amigo era Luiz Lyrio. Saímos numa manhã de sábado no carro dele, Luiz. Conversando, ouvindo músicas e etc... Às quase 4 (quatro) horas de viagem de ida possibilitou uma aproximação prematura entre Luiz e eu. A viagem de vinda, muitos sonhos por realizarmos juntos.

Dias se passaram e nossos laços de amizade cada vez mais curtos. Conrado sempre mediando conversas e encontros. Seja com a Tertúlia ou com outro movimento cultural. Mas como um defensor ferrenho dos revoltosos do advento da ditadura militar, Luiz Lyrio não permitia nenhum foco de “agressão” aos “heróis” que enfrentaram tal ditadura. Inocentemente fiz uma crítica dura a Dilma Roussef, pela forma que a mesma enfrentava a ditadura militar. Isso por e-mail. Luiz responde-me duramente, revidei sem pensar, e assim por diante...

O silêncio tomou conta de nossa amizade. Meses se passaram, e por uma bobagem a mágoa se enraizou.

Depois de um tempo, Lyrio pediu para o Carlos Conrado me ligar para mediar uma conversa, queria pedir desculpas, aceitei, pois também tinha o deveer de fazer o mesmo, mas fiquei de ver uma melhor data. Com a vida corrida que levo, não deu, foi tarde, meu coração reclama. Meu amigo foi embora para o além e eu não o perdoei em sua presença. Mas já o havia perdoado no momento do contato do Poeta Conrado. Tenho certeza que ele pensou nesse amigo aqui nos últimos momentos de sua vida.

Vai com os anjos meu bom amigo e poeta Luiz Lyrio.
 Tirei essa foto do Luiz durante a realização do Projeto Fala Escritor no Shoping Salvador