"O que importa a surdez dos ouvidos quando a mente escuta? A única surdez verdadeira, a surdez incurável, é a surdez da mente". - Victor Hugo

domingo, 24 de julho de 2011

DESCANSANDO EM JESUS

Descansar em Jesus é diferente de descansar de Jesus.

É o mesmo contraste entre férias com Jesus e férias sem Ele.
O que parece tão óbvio na teoria é pouco compreendido e vivido na prática.

Todos os anos neste período entre dezembro e março este é um tema que precisa ser conversado. Com algumas raríssimas exceções, todos saem de férias. Uns ficam muito tempo, dois ou três meses; outros ficam menos, um mês; e outros ainda ficam apenas algumas semanas ou dias. Mas a verdade é que a maioria esmagadora pára um tempo para ‘descansar’.

A palavra descanso sempre nos remete ao início de tudo, quando Deus descansou no sétimo dia depois de ter trabalhado seis. Lembra mais, que Deus criou um mandamento sobre o descanso para todos os que seriam chamados de seus filhos, por Jesus. “Santificarás o dia do descanso”.

A maior tendência - e o grande fluxo vai nessa direção - é de separar do mandamento apenas a palavra descanso. E esta é a razão porque ao “invés de se santificar o dia também chamado do Senhor, ele é profanado”, como diz Lutero falando sobre o terceiro mandamento no Catecismo Maior.

Desconhecendo a Palavra de Deus apenas e tão somente relacionamos descanso ao corpo e à mente, jamais ao espírito. E é sobretudo nesse sentido que Deus pensou, escreveu, publicou e nos entregou este mandamento. Não que não pudéssemos descansar corpo e mente, mas a prioridade máxima está no espírito.

E é fundamental esclarecer aqui que Deus - que sabe todas as coisas, que quer o nosso melhor, - não deixou apenas o mandamento de modo que cada um santificasse ao seu jeito, mas criou também um lugar e elementos, onde e nos quais, respectivamente, ele nos acolheria, edificaria, santificaria e abençoaria.

E se nas pequenas férias de cada semana, o dia de descanso, não o santificamos, o risco de não o fazermos nas férias de todo o ano é muitíssimo grande.

Mas o mandamento continua de pé, é o mesmo sempre, como é o mesmo o Deus que o instituiu e são as mesmas as bênçãos que Ele planejou derramar com abundância sobre aqueles que descansam nele, O obedecem, fazem à Sua vontade soberana.
Salmo 37.5,7: “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele (descansa nele), e o mais ele fará ... Descansa no Senhor e espera nele”.
Pastor Roberto Kunzendorff Júnior

Um comentário:

HANNA disse...

Que lindo! Quantas vezes nos orgulhamos de dizer cansei! Achando que estamos priorizando o mais importante, mas na verdade,esquecemos de nosso espírito, nossa alma, nossas emoções. É bom demais, muito confortável, nos jogarmos no colo de Deus, nossa alma fica leve e reconquistamos toda energia e luz para dar continuidade a nossa vida.Beijo poeta. somasacama.