"O que importa a surdez dos ouvidos quando a mente escuta? A única surdez verdadeira, a surdez incurável, é a surdez da mente". - Victor Hugo

sábado, 24 de setembro de 2011

Bancários cruzam os braços na terça-feira, 27

Categoria reivindica entre outros pontos, reajuste salarial de 12.8% e a Febraban ofereceu 7.8%


Bancários decidiram em assembleia paralisar atividades na terça-feira, 27 (Foto: Arquivo Portal Infonet)
Reunidos em assembleia geral realizada na noite desta sexta-feira, 23, os bancários de Sergipe rejeitaram a proposta da Federação  Nacional dos Bancos (Fenabran), equivalente a 7.8% e aprovaram a deflagração de greve nacional por tempo indeterminado a partir da próxima terça-feira, 27.
A categoria volta a se reunir em assembleia na segunda-feira, 26 com a finalidade de confirmar a greve que deverá iniciar a zero hora do dia seguinte.  Na pauta de reivindicações, o reajuste salarial de 12.8%.
“Esse índice que a categoria está reivindicando significa a inflação mais 5% de aumento real. A pauta consta ainda de Participação de Lucros e Resultados (PLR) de três salários mínimos mais uma parte fixa; Piso de R$ 2 mil 287 para quem está ingressando; cesta alimentação de um salário mínimo, além de Plano de Previdência para bancários de bancos privados; fim do assédio moral e segurança”, explica o presidente do Sindicato dos Bancários, José Souza.
Ele informou ainda que na tarde desta sexta-feira, 23 haverá novas negociações. “A expectativa da categoria é de que hajam avanços”, acrescenta José Souza.
Por Aldaci de Souza. Do Portal Infonet

Nenhum comentário: