"O que importa a surdez dos ouvidos quando a mente escuta? A única surdez verdadeira, a surdez incurável, é a surdez da mente". - Victor Hugo

domingo, 30 de outubro de 2011

Sobre crianças e criações

Alana Regina Sousa*


Estar com crianças é algo engraçado e inspirador. Vivo rodeada delas e consigo ver emsimples gestos demonstrações de muita coisa bonita, muita coisa que adulto nãofaz, porque o adulto não é engraçado nem ao menos inspirador.

Algumas dessasobservações são dignas de registro. Por exemplo, o dia em que eu me aconchegavano sofá da casa da minha prima pequena e ela saltou em mim, com um feliz edespreocupado: “Vamos pintar?” e me jogou todos os lápis de cor e os cadernospara colorir. “Vamos”. Você pinta de amarelo, eu pinto de azul, ela mesmaescolhia a forma que queria. Resolvi desafiar. Não. Eu quero pintar de verde.Vocês já notaram os olhos de uma criança decepcionada, a face de uma criançacontrariada? É de dar dó. Façamos de tudo no mundo, mas não contrariemos umacriança. Creio que naquele momento insultei tanto minha priminha de 3 anostirando-lhe o direito de escolher as cores que queria ver seu cachorro. E omais interessante, ao contrário de mim, que discordei  dela, depois de toda a decepção, ela disseque estava, então, bom. Me deu o lápis verde e pegou seu lápis azul. Quandocomecei a pintar, ela ficou admirada: Que lindo! Muito bem!

Ela perguntavaonde estavam as cores quando perdia os lápis de madeira desapontados a talponto que mal conseguíamos usar. Instigante como ela perguntava pela cor e nãopelo lápis, o que a mim parecia que realmente o que está na imaginação dascrianças não é o objeto, mas sim a sensação que ele produz. Uma espécie deleitura que ela fazem do mundo, olhando as coisas não como elas de fato são,mas pela ótica do que elas representam. Não sei se consigo bem explicar. Masparece-me que a alma infantil consegue valorizar o conteúdo, sem muitapreocupação com a forma.

Sim. Acho que é isso que quero dizer. Basta observar como na imaginação de um garoto, qualquer coisa é uma bola. Uma tampinha de garrafa, uma lata de refrigerante, meia enroladas, pedras. Tudo é bola, mesmo não sendo bola. Constatei isso quando fuitrocada por uma amiguinha de minha prima que chegou e me roubou a companheira de pinturas. As duas brincavam com algumas bonecas e ouvi a conversa: “Ela está com fome.” “Dê comida a ela.” E a amiguinha deu a minha prima o livro que pintávamos, minha prima pegou. Depois deu um lápis. Alguns segundos foramsuficientes para que as duas, por pura imaginação, se entendessem. O livro era o prato e o lápis era a colher. Deu tudo certo. Foi isso que as duas meninas viram, sem necessitar de explicações.

Que bom seria se houvesse no adulto esse tipo de contentamento. Não tenho um prato, posso transformar qualquer coisa em prato. Não tenho alegria? Posso pegar outra coisae transformar em alegria. Não é bola, mas se eu quiser, vira bola.

Que bom seria se a gente conseguisse se comunicar como criança. Seria algo como poder viver avida que queremos, transformando as coisas com o poder que nos é dado via pensamento.

Sei que é lamentável para o adulto ver que não é mais criança, mas, se bem esperto fosse, fingiria que é. E daria tudo certo.

Alana Regina Sousa é Professora de Língua Portuguesa e Redação. Escritora de peças teatrais e poetisa. Blog: http://www.blogdamariarejeitadinha.blogspot.com/

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

CONCURSO LITERÁRIO

União Brasileira de Escritores (UBE) - Núcleo Canoas/RS
CONCURSO LITERÁRIO (Conto, Crônica e Poema) - Edição 2011
Homenageada: MARIA SANTOS RIGO – Presidente da Casa do Poeta de Canoas


A Coordenação da União Brasileira de Escritores (UBE) - Núcleo Canoas/RS lança nesta data o  CONCURSO LITERÁRIO (Conto, Crônica e Poema) Edição 2011, que selecionará os melhores textos, observadas as especificações constantes deste Edital.
O prazo de inscrição para a participação no CONCURSO é até 30 de Novembro de 2011, mediante o encaminhamento das obras literárias à Coordenação Geral do Concurso, conforme disposto no item 2 deste Edital.

1 DO OBJETO
1.1. O presente Edital tem como objeto a seleção de obras literárias, na modalidade Conto, Crônica e Poema, observadas as especificações abaixo, objetivando selecionar e destacar os trabalhos com maiores qualidades literárias.
1.2.  A  taxa de inscrição é de R$10,00 (dez reais) POR TRABALHO ENVIADO.
1.3.  Os trabalhos terão TEMA LIVRE.
1.4.  Os trabalhos devem ser inéditos.

2 DAS INSCRIÇÕES
2.1   A inscrição no Concurso dar-se-á mediante encaminhamento das obras literárias ao endereço:

Coordenação Geral
CONCURSO LITERÁRIO (Conto, Crônica e Poema) - Edição 2011
Rua Almirante Barroso, 51
92110-370 – Canoas/RS

2.2 As inscrições só serão recebidas pelo correio até o prazo estabelecido, considerando, para tanto, a data de postagem dos correios.
2.3 Cada participante poderá inscrever até 3 (três) trabalhos em cada categoria.
2.4 Não será admitida a participação em coautoria.
2.5   No ato da inscrição, o candidato deverá apresentar, além do comprovante da inscrição (depósito no Banco do Brasil – ag. 2663-8 conta 196.749-5, em nome de Neida Rocha Wobeto), o trabalho em 3 (três) cópias impressas, na seguinte formatação: papel A4, fonte 12 (arial ou times new roman) com no máximo 30 versos (linhas) para POEMAS e duas laudas (páginas com 35 linhas) para PROSA (Conto ou Crônica), com o título da obra, pseudônimo e especificando a categoria: Conto, Crônica ou Poema.
2.6   Os trabalhos deverão ser enviados em envelope grande que deverá conter também um envelope pequeno lacrado e em seu interior a ficha de inscrição e identificado em seu exterior com:
Ø  Títulos do(s) trabalho(s)
Ø  Categoria (Conto, Crônica e Poema)
Ø  Pseudônimo do autor

2.7 As obras literárias inscritas não serão devolvidas, sendo incineradas após o encerramento do concurso.
2.8   É responsabilidade exclusiva do autor inscrito a observância e regularização de toda e qualquer questão relativa a direitos autorais.

3 DA PARTICIPAÇÃO
3.1 O CONCURSO LITERÁRIO (Conto, Crônica e Poema) da União Brasileira de Escritores (UBE) - Núcleo Canoas/RS - Edição 2011 é de abrangência internacional e aberto a todo escritor que produza em língua portuguesa.
3.2. É vedada a participação dos membros da comissão organizadora e/ou da comissão julgadora e seus parentes em até terceiro grau no presente Concurso.
3.3   Os autores deverão ser maiores de 18 anos de idade.


4 DO JULGAMENTO
4.1   Os trabalhos apresentados serão submetidos, para análise e julgamento, à Comissão Julgadora constituída por pessoas com reconhecida capacidade intelectual, cuja decisão será soberana, não cabendo qualquer recurso quanto aos resultados por ela apontados.
4.2 Os nomes dos integrantes da Comissão Julgadora serão revelados somente na data da divulgação dos resultados.
4.3 Os textos serão julgados com base nos critérios de criatividade, qualidade técnica do texto e domínio da língua portuguesa.
4.4   A Comissão Julgadora poderá, a seu critério, conceder Menção Honrosa.
4.6   O resultado do Concurso será divulgado no endereço eletrônico http://ubecanoas.blogspot.com.
4.7   Os autores classificados serão contatados através de correspondência pessoal.
4.8   Os participantes do CONCURSO LITERÁRIO (Conto, Crônica e Poema) da União Brasileira de Escritores (UBE) - Núcleo Canoas/RS - Edição 2011 serão convidados a participar da publicação de Coletânea Cooperativada, com publicação prevista pela Editora Alternativa e lançamentos em Feiras de Livros nas quais a UBE e a Editora têm acesso.

5 DA PREMIAÇÃO
5.1 A premiação será de:
            1º prêmio: R$ 300,00 (trezentos reais) + participação grátis na Coletâneas da União Brasileira de Escritores (UBE) - Núcleo Canoas/RS (com o texto premiado) + Certificado + 1 Coletânea da UBE Canoas/RS: Joaquim Moncks & Amigos;
            2º prêmio: Certificado + 1 Coletânea da UBE Canoas/RS: Joaquim Moncks & Amigos;
            3º prêmio: Certificado + 1 Coletânea da UBE Canoas/RS: Joaquim Moncks & Amigos.

5.2   Menções Honrosas: Certificado.

6 DOS DIREITOS E OBRIGAÇÕES
6.1 Aos Autores será assegurado o reconhecimento dos direitos autorais dos trabalhos premiados, atendendo às especificações contidas no item 6.2 deste Edital, permanecendo proprietário(a) de seus direitos para quaisquer outros usos que não os aqui especificados;
6.2 Os autores, ao se inscreverem no presente concurso, concordam com a cedência de nome e imagem à União Brasileira de Escritores (UBE) - Núcleo Canoas/RS para fins promocionais deste certame e os premiados comprometem-se a atender, sempre que possível, a convites decorrentes da divulgação da obra em projetos e/ou programas desenvolvidos em parceria com a União Brasileira de Escritores (UBE) - Núcleo Canoas/RS.
6.3   À Comissão Organizadora compete promover a divulgação deste Edital nos meios de comunicação e no endereço eletrônico http://ubecanoas.blogspot.com e publicar os resultados dos textos selecionados pela Comissão Julgadora, de acordo com as especificações constantes neste Edital.

7 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
7.1   O ato de inscrição implica no conhecimento e concordância com os termos do Concurso estabelecidos no presente Edital, sendo que os casos omissos serão decididos pela Comissão Organizadora.
7.2   Eventuais pedidos de esclarecimento deverão ser encaminhados ao endereço eletrônico neidarocha@ube.org.br.
7.3    O descumprimento das obrigações e regras constantes do presente Edital, pelo participantes, implicará na eliminação imediata desses do certame.


Canoas/RS, 13 de Setembro de 2011.



FICHA DE INSCRIÇÃO
CONCURSO LITERÁRIO (Conto, Crônica e Poema) - Edição 2011

NOME DO AUTOR: ___________________________________________________________________________
PSEUDÔNIMO : _____________________________________________________________________________
ENDEREÇO: ________________________________________________________________________________
CEP: _______________________ CIDADE_____________________________________ ESTADO: __________
TELEFONES:
RESIDENCIAL: (  ) _______________  COMERCIAL: (  ) ________________ CELULAR: (  ) _________________
E-MAIL: _______________________________________     SITE: _____________________________________
RG: _______________________________________ CPF: ___________________________________________
LOCAL e DATA DE NASCIMENTO: __________________________________ (_______) ______/______/______

TÍTULO(S) DO(S) TRABALHO(S):
___________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


CATEGORIA: (     ) CONTO          (     ) CRÔNICA          (     )  POEMA


CURRÍCULO (máximo 8 linhas)

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

DECLARO ESTAR CIENTE E DE ACORDO COM O REGULAMENTO DESTE  CONCURSO.


Local e data: _________________________ , ______ de ______________________ de 2011.



________________________________________________________
                        Assinatura

Concurso para Professore do Estado de Sergipe

A oferta de um ensino público e gratuito de qualidade à população, assim como agarantia de profissionais capacitados à realização dessa atividade, é competência inerente ao Estado. É com base nesses fundamentos constitucionais que o governador Marcelo Déda encaminhou à Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe (AL/SE) nesta sexta-feira, 21, o Projeto de Lei Complementar que dispõe sobre o quantitativo de cargos efetivos do quadro permanente do Magistério Público Estadual.

A proposição tem o objetivo de fixar o efetivo do magistério estadual em 13 mil professores e 750 pedagogos, lotados em pólos de atuação integrantes de Diretorias Regionais de Educação. Em reunião no Palácio dos Despachos, o secretário de Estado da Educação, Belivaldo Chagas, presenciou o momento da assinatura da mensagem enviada pelo governador à Assembleia. “A partir da aprovação deste projeto de lei nós vamos tornar público o edital, definindo o quantitativo de vagas para o concurso público do magistério que deverá ocorrer ainda este ano”, afirmou Belivaldo.

Além do quantitativo de vagas, os prazos e cronogramas para a realização doconcurso  público também estão sob dependência da aprovação do projeto pela AL/SE, seguida da sanção do governador Marcelo Déda e da iminente publicação no Diário Oficial – para que então o edital venha a ser divulgado. “Estamos trabalhando com o objetivo de que isso aconteça ainda este ano. A proposta é de que no início do próximo ano letivo nós já tenhamos em sala de aula professores do concurso”, disse o secretário, explicando que a perspectiva é de que, até o final de 2012, o Estado tenha condições de cobrir toda a necessidade de professores na rede pública de ensino.

“A partir do próximo ano, os professores contratados já estarão com seus contratos entrando em vencimento. Automaticamente, já estaremos de imediato chamando os professores concursados. Além disso, temos aqueles que estão em processo de aposentadoria, ou seja, mais vagas disponíveis. Dentro do efetivo que será aprovado no projeto de lei, havendo a necessidade de mais professores em função da saída de alguém da rede, nós poderemos chamar mais aprovados”, analisou Belivaldo, ressaltando que, normalmente, o prazo da validade do concurso é de dois anos - com possibilidade de renovação para mais dois.

“Eu não tenho dúvida de que esse concurso baterá todos os recordes, principalmente pela questão de ordem salarial. Afinal de contas, Sergipe paga hoje o quinto melhor salário do país no que diz respeito ao magistério.

SEED SE

Concurso para professores de Aracaju

Iniciaram nesta segunda-feira, dia 24, as inscrições do concurso público para pedagogos e professores da rede municipal de ensino. Até o dia 20 de novembro, o candidato deverá acessar o portal www.funcab.org, onde consta o edital, a ficha de inscrição e os procedimentos necessários para efetivação  da inscrição. O interessado deverá imprimir o boleto bancário e efetuar o pagamento da taxa no valor de R$ 29,90. As provas objetivas ocorrem no dia 11 de dezembro e o resultado será divulgado no dia 31 de janeiro. Acesse aqui o edital

São ofertadas 152 vagas para contratação imediata de pedagogos e formação de cadastro de reserva para professores de licenciatura. Para o secretário Municipal de Educação, Antônio Bittencourt Junior, o concurso vai revigorar a rede municipal de educação, trazendo novos professores que se somarão à experiência dos que já estão em sala de aula. "Vamos dar um novo fôlego à Educação Municipal com a chegada desses novos profissionais. O que esperamos é ter, com isso, uma qualidade no ensino cada vez mais ampliada para que o aluno possa aprender mais e melhor", disse o secretário.



A expectativa é de que sejam abertas pelo menos 289 vagas em 2012, com a aposentadoria dos docentes mais antigos. O último concurso, realizado em 2007, e já prorrogado, vence em março de 2012. Até lá, os aprovados continuarão sendo convocados à medida que professores mais antigos se aposentem. "Estamos incluindo nesse processo o cadastro reserva para as áreas de Português, Matemática, Ciências, História, Geografia, Lingua Estrangeira, Artes, Música e Educação Fisica. Isso garante celeridade nas próximas contratações após março/2012, o que mostra planejamento e pró-atividade por parte da Prefeitura", comemora Antônio Bittencourt Junior. 

Com informações do Ne Notícias.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

MEC decide por aumento de carga horária em vez de mais dias letivos

Informação foi divulgada pela secretária da educação básica do ministério.

Proposta inicial do ministro Haddad era ter mais 20 dias de aula no ano.


Em reunião realizada na última terça-feira (18), o Conselho Nacional de Educação considerou mais apropriado ao Ministério da Educação elaborar uma proposta de aumento na carga horária diária dos estudantes em vez da ampliação do calendário letivo de 200 para 220 dias por ano, como queria o ministro Fernando Haddad. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (20) pela secretaria de Educação Básica do MEC, Maria do Pilar Lacerda, em sua página pessoal no Twitter e no Facebook.
"Não teremos a ampliação para 220 dias letivos. O ministro Haddad convocou uma reunião, no dia 18 passado, com entidades de professores, estudantes, parlamentares, gestores e universidades. O consenso é que é melhor manter os 200 dias e ampliar a carga horária diária. E democraticamente, o ministro Fernando Haddad acatou a proposta", escreveu a secretária.
O ministro da Educação, Fernando Haddad, apresentou apresentou há um mês, em Brasília, o resultado de uma pesquisa que levou o MEC a avaliar o aumento de até quatro semanas no calendário letivo da educação básica do país no sistema público e privado. Atualmente, o Brasil tem 200 dias, como prevê a Lei de Diretrizes e Bases (nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996) no ano letivo e carga horária de 800 horas. O ministro propunha um amplo debate sobre a ampliação da carga horária escolar para 220 dias ao ano, ampliando a carga horária para 1.000 horas.
Haddad convocou uma reunião com educadores do Conselho Nacional da Educação para debater o tema. Os conselheiros acharam melhor aumentar a carga diária do que o número de dias letivos. Para isto será preciso que o Congresso Nacional aprove a proposta mudando a Lei de Diretrizes e Bases.
Uma pesquisa coordenada por Ricardo Paes de Barros, subsecretário da Secretaria de Asssuntos Estratégicos da presidência, mostrou que dez dias a mais de aula aumentam em 44% o aprendizado dos alunos e em sete pontos a nota dos estudantes no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Essa melhoria pode ser atingida aumentando a exposição do aluno ao conhecimento.
Segundo o pesquisador, o aumento da exposição pode ser feito com ampliação da jornada diária e com a diminuição das faltas dos alunos e dos professores durante o ano letivo. Mas a alternativa mais atraente, segundo Barros, é a que tem o menor custo. "Em termos de custo é melhor porque na outra alternativa (mais horas/aula por dia ou menos alunos por sala) você precisa aumentar o espaço na escola colocando restaurantes e espaços esportivos."
A outra variável que provoca melhora é a qualidade do professor. O estudo mostrou que um bom professor em sala de aula tem o impacto de 9,6 pontos no Saeb, 20 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e 68% de melhoria do desempenho do aluno. "Tem um enorme impacto entre se consultar um bom ou um mau médico. Com o professor também é assim, mas a gente não valoriza a profissão e deixa o profissional mais experiente migrar para a rede privada", destacou o pesquisador. Ainda de acordo com ele, o impacto no Saeb com professor experiente seria de 3,3 pontos.

Do G1, em São Paulo


Cielo quebra o próprio recorde nos 50m do Pan

Por Lydia Gismondi
Direto de Guadalajara, México

Do nadador mais rápido do planeta, não dava para esperar outra coisa nos Jogos Pan-Americanos. Cesar Cielo caiu na água na noite desta quinta-feira para disputar sua prova favorita, o tiro curto dos 50m livre. Mesmo na altitude mexicana, só precisou de 21s58 para cruzar a piscina de Guadalajara, confirmar o favoritismo com a medalha de ouro e, de quebra, bater seu próprio recorde pan-americano. Atrás dele, completando a dobradinha verde-amarela, veio Bruno Fratus, com 22s05 e, como já está virando hábito, uma bermuda emprestada do campeão olímpico. Foi o mesmo roteiro do Campeonato Mundial, quando Bruno rasgou sua bermuda e pegou uma de Cielo para cair na água. Deu certo outra vez.
Pan natação 50m livre Cesar Cielo e Bruno Fratus (Foto: Satiro Sodré/AGIF)Fratus e Cielo após a prova: bermuda rasgada e dobradinha brasileira no Pan (Foto: Satiro Sodré/AGIF)









O bronze ficou com o cubano Hanser García, que nadou em 22s15. E a festa só não foi completa para Cielo porque ainda não será desta vez que o técnico Albertinho vai raspar a barba. A aposta era que isso aconteceria se o tempo ficasse abaixo de 21s30, mas o treinador salvou sua barba por 28 centésimos.
- Muito boa a dobradinha. De novo a bermuda dele rasgou, está parecendo que é praga esse negócio. De novo ele usou a minha, e deu certo de novo. Ele tem conseguido fazer bons resultados, e é bom ver que o Brasil está evoluindo nas provas de velocidade – afirmou Cielo ao deixar a piscina.
Assim que bateu em primeiro, o campeão olímpico não comemorou, ao contrário do que tinha feito quando ganhou o ouro nos 100m livre. Culpa do placar, que já tinha dado defeito mais cedo, nas eliminatórias.
- O placar sumiu, não vi o tempo, não consegui enxergar. Eu olhava e ninguém sabia também, então o placar acabou estragando um pouquinho a festa do pós-prova – adimitiu Cesão.
O tempo de 21s30 não veio, mas Cielo ficou satisfeito com o recorde pan-americano.
- Foi uma prova boa. No finzinho pesou um pouco a altitude, hoje deu para sentir bem. Achei que eu fosse conseguir passar sem respirar, mas começou a pesar nos últimos 15 metros. Com rampinha no bloco e o pulmão pronto para passar sem respirar, vai dar para tirar um tempo bom para o ano que vem – afirmou Cielo, referindo-se ao bloco de Guadalajara, que não tem a rampa.
Fratus ainda lamentou o tempo, mas também deixou a piscina feliz com o rendimento.
- Foi bacana, foi divertido. Não nadei para 21s, então não estou tão satisfeito, mas está bom para terminar um ano. Foi um ano bem cansativo, e esses 50m marcam o fim dele. É meu primeiro Pan, com duas medalhas, está excelente - afirmou.

8º CONCURSO ROGÉRIO SALGADO DE POESIA


Inscrições encerram-se dia 30 de novembro de 2011

        Devido ao sucesso obtido com as edições anteriores, a Promotora Cultural Virgilene Araújo institui o 8o Concurso Rogério Salgado de Poesia, com o objetivo de incentivar a cultura, a poesia e a leitura de modo geral, além de homenagear este poeta que comemora este ano, 36 anos de poesia.
        Poderão participar poetas de todos os estados do país. Cada autor poderá inscrever até três poemas, que deverão estar digitados ou datilografados, de no máximo uma lauda (30 linhas, incluindo espaços de uma linha para outra), e enviados em 03 vias cada umOs poemas não poderão ter identificação de sua autoria, sendo que no rodapé da página deverá constar apenas o pseudônimo do autor. Anexar à parte, envelope lacrado contendo em seu interior o nome, endereço e telefone e e-mail para contato (se tiver). Por fora do envelope, constar o(s) título(s) do(s) poema(s) e pseudônimo do autor. No ato da inscrição será cobrada uma taxa de R$ 5,00 (cinco reais) para despesas de manutenção do concurso, enviada em forma de cheque nominal a Virgilene Ferreira de Araújo. Caso ache mais prático enviar o valor em espécie, será enviado recibo para o poeta inscrito.
        As inscrições deverão ser enviadas para a Caixa Postal 836 – Belo Horizonte/MG – Cep: 30.161-970, até o dia 30 de novembro de 2011, fazendo valer a data da postagem.
        Serão selecionados por um júri composto de dois poetas, convidados pela organização do concurso, além do poeta homenageado, três primeiros lugares, que receberão, além de certificados, um pacote literário composto de excelentes livros e Cds, como incentivo a uma maior incidência de leitura. Caso os jurados achem necessário, serão conferidas menções honrosas.
        Maiores informações pelo telefone: (31) 3464.8213, 8421.6827 e 8416.8175.
        Obs: as inscrições enviadas que não obedecerem o regulamento, serão automaticamente desclassificadas.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Emerson Maciel entrevista Juca de Bala

O atual vice-prefeito de Laranjeiras, José de Araújo, Juca de Bala, como é mais conhecido, recebeu Emerson Maciel para uma entrevista exclusiva. Entre os vários pontos abordados, Juca, falou sobre a sucessão municipal, grupos políticos, eleições 2012 e o que pensa sobre a Cidade onde nasceu e cresceu. Veja os principais trechos da entrevista.





  
Emerson Maciel: Desde o início do ano, lideranças como Marcos Franco, têm dito que o PMDB terá candidatura própria à Prefeitura Municipal e uma boa quantidade de proporcionais; quais os novos nomes se filiaram ao PMDB visando às eleições 2012?

Juca: Ficamos satisfeitos, enquanto grupo, não só pelo PMDB, mas também pelos novos apoios em torno da candidatura majoritária do nosso projeto. Finalizamos esse período de filiações com bastante êxito. Podemos citar alguns novos nomes do PMDB: Sobó, nosso amigo pescador; Xiozinho e sua esposa Denise (excelente cozinheira), Soró, Tavares, Jucilene Xavier (nossa amiga Jú), Laurice Madureira, Marizete da Mussuca. Já pela nossa nova agremiação o PRB, comandado pela minha esposa e cedido pelo Pastor Heleno, temos os seguintes nomes: Adenilton Alves, Adilson Rodrigues, mais conhecido como Dica, Adriano da Transportadora, Danúbio, mais conhecido como Nenzinho, Enoque Sampaio, Gildo da FAFEN, Iclis do Joral de Plácido, Professor Airton da Mussuca, Lulú de Amintas, Ruiter Alves, Breu da Pastora, Suely da Escolinha, Samuel da Usina e o mais novo xodó da cidade, o Dr. Igor, dentista.


Emerson Maciel: O PMDB tem já tem um pré-candidato à prefeitura municipal? Qual é o nome?

Juca: Temos um projeto definido. E em torno desse projeto, que envolve vários objetivos, está o de conquistar o comando da Prefeitura Municipal e implementar  um modelo de administração própria do PMDB e aliados. Nesse contexto além do nome que será escolhido no partido, o mais importante é definir aquele que reúna as condições necessárias de realizar uma administração moderna, transparente e voltada para o povo mais carente e principalmente não priorizando projeto familiar. Estamos em uma era onde não se brinca de Administração Pública, as mudanças implementadas nos últimos anos pelos meios de fiscalização e também na legislação exigem gestores eficientes e atualizados, e, aqueles que não estiverem preparados pagarão caro por isso. Os últimos gestores públicos sabem o que estou falando, do número de processos que respondem por não gerirem de forma correta o dinheiro público. Portanto amigo Emerson, ter bons nomes hoje não significa apenas ser político, estar nas ruas, ter cabos eleitorais nos representando  etc.... É preciso estar preparado, atualizado, para tomada de decisões importantes, eficientes e eficazes que venham beneficiar a coletividade. É evidente que temos em nosso partido nomes que reúne essas características.

Emerson Maciel: Há possibilidade do Partido sair como vice mais uma vez, ou a decisão é definitiva, o PMDB, não abre mão da majoritária?

Juca: Contamos hoje com o apoio de diversos segmentos da sociedade em torno desse projeto, vemos o anseio do povo  nas ruas querendo que isso ocorra, nossos aliados depositam confiança, então não vejo porque abrir mão de disputar o comando da prefeitura de Laranjeiras.

Emerson Maciel: Toda boa candidatura precisa está cercada de alianças, o PMDB manterá a aliança com Ione Sobral e o grupo Boa Sorte? Quais outros partidos poderá marchar com com o PMDB? 

Juca: Se com a graça de Deus, em primeiro lugar, e se for do desejo do povo de laranjeiras conseguiremos quebrar uma sequência de prefeitos que saem do círculo dos plantadores de cana há muitos anos, isso se o escolhido do partido for o meu nome. E não tenho nada contra a indústria canavieira, muito pelo contrario, até entendo que ajuda e muito ao desenvolvimento de nossa cidade. Mas vejo como uma mudança e como toda mudança é uma inovação que será testada pelo povo e se não for aprovado o próprio povo terá a oportunidade de não permanecer em outras eleições que virão.

Mas amigo jornalista, respondendo sua pergunta, para quebrar esse vínculo não será fácil, teremos sim que estar ao lado da Boa Sorte, não como aliados simplesmente, mas como principais aliados, afinal já estiveram à frente do comando de nosso município durante muitos anos, e como todos os administradores, já enfrentaram tempos bons e ruins, mas com certeza tem seus seguidores que irão e muito nos ajudar nessa caminhada e realizar um sonho que não é só meu, seja talvez de todo povo de Laranjeiras, ver uma pessoa da terra, pobre, acessível, governando nossa cidade. Porque não?

Em relação aos outros partidos, e diga-se de passagem, temos um arco de alianças que muito tem crescido, contamos também com o apoio do PSB de Alexandre Sobral e dos vereadores Zé Bodega e Joao Ferreira, o PSD de Dra. Monica Sobral e dos vereadores Brasilina, Carmem e Mauro, além do PRB, PT, PSDB e outros que possivelmente não me recordo.

O mais importante é que só se conquista aliança ao longo do tempo com demonstração de confiança e credibilidade, e isso o PMDB tem feito ao longo de sua história.

Emerson Maciel: Marcos Franco tem dito na imprensa que o senhor tem um grande potencial para encarar uma candidatura a prefeito. Como o senhor recebe tal elogio?

Juca: Veja bem... Marcos é neto talvez do maior político da história de Sergipe, filho de um dos maiores políticos que Laranjeiras já conheceu e reconhece até os dias de hoje, homem de educação invejável, simples, educado, humilde, respeitador, apesar de ser um dos maiores empreendedores do Estado e um dos maiores empresários que Sergipe conhece.
Então não posso negar que ter sua confiança e seus elogios me deixam de certa forma envaidecido e agradecido ao mesmo tempo com coragem para enfrentar quaisquer desafios que venham ocorrer.