"O que importa a surdez dos ouvidos quando a mente escuta? A única surdez verdadeira, a surdez incurável, é a surdez da mente". - Victor Hugo

segunda-feira, 16 de julho de 2012

RESULTADO DO CONCURSO LITERÁRIO BRASIL CASUAL - 2012


Comissão Organizadora:

Diretor: Emerson Maciel Santos
Coordenadora: Luciana Novais Maciel


Comissão Julgadora:

Jurado 1: Francisco Diemerson de Souza: Mestre em Educação; licenciado em História e membro da Arcádia Literária e da Associação brasileira de Escritores.

Jurado 2: Manoel Messias Rodrigues: Graduado em Letras; Mestre em Sociologia da Literatura e Doutorando em Literatura e Cultura.

Jurado 3: Luciana Celi Neves: Pedagoga, Especialista em Educação Inclusiva, Contadora de História e Escritora.




Resultado

Obs: Na terceira colocação houve empate técnico entre dois candidatos, ambos farão jus ao certificado de 3º colocados.



1º Colocado:

Poema Nu
Autor: Gilmar da Silva Cabral (Rio de Janeiro)

Límpido e claro
Como um cristal azul
É o poema nu.
Sem enfeites,
Sem farsas,
Despidamente meu
Transparentemente exposto
Poeticamente tu.



 2º Colocado:

Favela
Autor: Maria A. S. Coquemala (Itararé – SP)

Corre nas ruelas...
Quase alcança a porta.
Lá em cima, onde nem luz havia.
A noite se enche de tiros, gritos e gemidos...
O sangue não corre pela rua,
a terra o absorve.
O medo espia pelas frestas,
os corações disparam.
A mãe abafa a boca do bebê que chora.
Mãos rápidas se benzem.
Gritos lancinantes morrem nas gargantas.
Dos lábios trêmulos, palavra nenhuma escapa.
            Pega o terço, vence o medo,
            vence os braços que a prendem,
            chega junto ao filho que agoniza.
A noite se enche de tiros, gritos e gemidos.
O sangue não corre pela rua,
a terra o absorve.
O medo espia pelas frestas,
os corações disparam.
A mãe abafa a boca do bebê que chora.
Mãos rápidas se benzem.
Gritos lancinantes morrem nas gargantas.
Dos lábios trêmulos, palavra nenhuma escapa.
            E é lá em cima, onde nem luz havia,
            a escuridão só quebrada pelo brilho das estrelas
            e no lampejo na boca do revólver.
Lá em cima, onde Justiça não havia.


3º Colocado:

Fanal
Autor: Geraldo Trombin (Americana – SP)

Primeiras-águas
Marinheiros de 1ª viagem
Nau frágil

Tempestade em automar
Naupatia...
                  .
                   .
                    .
                     .
                      .
                       .
                       .
                       .
                       .
                       .
                       .
                       .
                       Naufrágio

Obs: A transcrição “automar” é proposital, tem a conotação de mar próprio.



3º Colocado:

Aniversário
Autor: Francisco de Assis Dantas (João Pessoa – PB)

Releio papéis, revivo o passado
Evoco alegrias, abjuro tristezas
Renovo prazeres, esqueço tensões
Revivo aventuras, de idas e vindas
Passado e presente, presente e passado.
Releio papéis, ressinto perfumes
Teu corpo cheiroso ao encontro do meu
Em carnes tocadas, divina mistura
Suor e prazer, ai que gostosura!
Teu short curtinho, revejo-o agora
Em noite de lua, varanda em penumbra
Ao embalo da brisa soprada do mar.
Revejo um sofá, de velho estralando
E quase quebrando, rangendo ao peso
De corpos dobrados em grave paixão.


Menções Honrosas: Por ordem alfabética por autor e seus respectivos poemas.

Adão Wons (Cotiporã – RS). Poema: Luares
Adélia Einsfeldt (Porto Alegre – RS). Poema: Alma de Poeta.
Alba Brito Mascarenhas (Salvador – BA). Poema: A Palavra.
Alcione Sortica (Porto Alegre - RS). Poema: Fragmentos.
Anair Weirich (Chapecó – SC). Poema: Deprede o Deprê ou Delete o Dilema.
Antônia Aleixo Fernandes (São Paulo – SP). Poema: Refúgio
Ari Lins Pedrosa (Maceió – AL).  Poema: Meu todo.
Carlos Frederico de Almeida Rodrigues (Pato Branco – PR). Poema: Versos.
Cosme Custódio da Silva (Salvador – BA). Poema: Pessoa e Eu.
Denivaldo Piaia (Campinas – SP). Poema: A Vida Ensina.
Ellen dos Santos Oliveira (Aracaju – SE). Poema: Recordações
Eloisa Porazza (Porto Alegre - RS). Poema: Água, Taça e amor.
Hudson Alves Ribeiro (São Paulo - SP). Poema: Raquel.
Iara Almansa Carvalho (Criciúma – SC). Poema: Velhice Sem Perspectivas.
Igor Freire Costa (Belo Horizonte – MG). Poema: Uma Resposta ao Mundo.
Jorge Luís dos Santos Barbosa (Barra do Piraí – RJ). Poema: Sorriso Especial.
José Geraldo Tavares (Juiz de Fora – MG). Poema: Desalento.
Josemar dos Santos Ferreira (Recife – PE). Poema: Maria Linda.
Larí Franceschetto (Veranópolis – RS). Poema: Paisagem.
Lenival Nunes de Andrade. (Catolé da Rocha – PB). Poema: Nordestinamente Brasileiros.
Luciana Moura Acauan (Porto Alegre – RS). Poema: Brincando de Viver.
Luciane Mari Deschamps (Florianópolis – SC). Poema: O Poder das Palavras.
Marcelo Ávila Marques (Gravataí – RS). Poema: A Distância do Desejo.
Maria Cristina Drese (Buenos Aires – AR). Poema: Rastros
Maria Teresa Innecco Corrêa (Rio de Janeiro). Poema: Se eu fosse mãe de cinco.
Marina Martinez (Porto Alegre - RS). Poema: Verdade Nua e Crua.
Marisa Silveira Bicudo (Carapicuíba – SP). Poema: Metamorfose Legal.
Mayla Alves Araújo (São Luís – MA). Poema: O Repasse de um Olhar.
Reginaldo Costa de Albuquerque (Campo Grande – MS). Poema: Roda-gigante
Renata Paccola (São Paulo – SP). Poema: Domínio.
Richardson Silva de Santa Bárbara (Ubaitaba – BA). Poema: O trabalho e o emprego.
Roseli Aparecida de Paulo (Paraguaçu Paulista – SP). Poema: O Silêncio do Poeta.
Tatiana Alves Soares Caldas (Rio de Janeiro – RJ). Poema: Contando Estrelas.
Valdemar Alves Júnior (Fortaleza - CE). Poema: Pombos na Catedral.
Viviane Schiller Balau (Porto Alegre – RS). Poema: Tua Enamorada.
Wilson de Jesus Costa (Rio de Janeiro – RJ). Poema: Travessa do Liceu

Um comentário:

ACADEMIA MACHADENSE DE LETRAS disse...

Roubei palavras de um livro, mas elas fugiram de mim. Questionamentos invadiram minha mente exclamativa.
Fechei o livro o mais depressa que pude na esperança de detê-las... só me restaram as incoerências.

(Agamenon Troyan)
========================================
GRUPO ACADEMIA MACHADENSE DE LETRAS. É só acessar e seguir este grupo no Facebook). Participe enviando seus poemas, contos, crônicas, biografias culturais, projetos, eventos culturais, textos, sugestões de discos, livros, filmes, autores, etc. https://www.facebook.com/groups/149884331847903/